Texto Base: Filipenses 3:20

O texto sagrado diz o seguinte: “A nossa cidadania, porém, está nos céus, de onde esperamos ansiosamente um Salvador, o Senhor Jesus Cristo.”

O crente é um cidadão de duas pátrias.

  • Uma terrena e passageira é onde nos encontramos agora.
  • E a outra é celestial aquela para a qual nos dirigimos e que está reservada pelo pai que voltará em seu dia precioso para nos buscar.

Para o crente Jesus não deve haver comparação, embora a pátria terrena tenha o seu valor e em termos nacionais cada crente deve ser um cidadão orgulhoso de sua Pátria e País. A verdade é que em sentido mais profundo e significativo para nós a nossa Pátria verdadeira está no Céus.

O que podemos retirar deste lindo texto é que devemos viver os dias presentes da vida terrena em consonância com a vida eterna, não podemos nos afastar do fato de que embora envolvidos por toda a intensidade do dia-a-dia, algo muito superior nos está reservado na vida eterna.

Diante da tristeza de hoje temos de nos lembrar que o Senhor nos oferece alegria permanente da eternidade, em face da tribulação e turbulência agora recordemos que ele nos promete a paz eterna, em vista da violência e desespero que nos envolve neste mundo ele nos oferece o amor permanente que o pai nos deu como herança.

O discípulo de Cristo não pode ser uma pessoa distante da realidade, sonhadora ou ingênua de uma eternidade que chegará um dia, mas embora realista e enfrentando os problemas com seriedade deverá ter sempre em seu viver aquela centelha mágica que o faz viver com segurança os dias de hoje, certo de que está em demanda de um amanhã e que o Senhor Deus lhe garantiu.

Que possamos viver esses dias com a convicção serena e segura de que Senhor nosso Deus tem reservado algo melhor amanhã. “A nossa cidadania, porém, está nos céus, de onde esperamos ansiosamente um Salvador, o Senhor Jesus Cristo. ” Este é o alvo de todo o Cristão.

 

Em Cristo Jesus e porque Ele vive!
Pr. Antônio José Azevedo Pereira