Texto Base: Hebreus 11.16

A palavra de Deus nos diz o seguinte: “Mas agora desejam uma melhor, isto é, a celestial. Por isso também Deus não se envergonha deles, de se chamar seu Deus, porque já lhes preparou uma cidade. ”

Esta pátria melhor que é desejada pelos patriarcas e citada neste capítulo onze de Hebreus é a pátria pela qual se aspira pela fé, como conclui o próprio versículo que acabamos de ler. Ela é preparada por Deus para cada um dos seus filhos. A vida que viveram, os sacrifícios que fizeram e os exemplos de fé que nos deram, tudo isso foi condicionado simplesmente pelo fato de que embora vivendo na terra tinha os olhos fitos em algo muito superior às limitações terrenas a pátria celestial.

O povo de Deus realmente tem se caracterizado por esta expectativa do Futuro, desde a visão da escada que era a porta do céu em Betel para Jacó passando pelo Salmo de Davi e chegando até aquelas imagens celestiais que Cristo nos trouxe sobre a casa do pai.

Uma imagem bem clara e positiva sobre a vida após esta é a pátria Celestial que foi preparada pelo Senhor para aqueles que nele confiam.

Nós crentes do presente do século somos acusados de adotarmos uma mentalidade muito conformista com respeito aos problemas e dificuldades que enfrentamos, isso acontece porque vivemos sonhando com o céu, ou seja, dizem os acusadores que aceitamos tudo de ruim ou difícil que nos atormenta porque simplesmente já estamos vivendo em consonância com a vida eterna vindoura que muitas vezes ainda está distante e indefinida segundo eles. Mas não é bem assim os crentes em Jesus não se conformam às intempéries da vida apenas por que esperar algo melhor amanhã, contudo ele luta contra essas dificuldades com coragem e destemor procurando superá-las na busca do melhor para os seus dias aqui na terra.

Porque nós esperamos uma pátria melhor, nós esperamos a bem-aventurada volta de Cristo e a morada eterna com Jesus.

 

Em Cristo Jesus e porque Ele vive!
Pr. Antonio José Azevedo Pereira