Texto Base: Êxodo 3:9

A palavra de Deus nos diz o seguinte: “E agora, eis que o clamor dos filhos de Israel é vindo a mim, e também tenho visto a opressão com que os egípcios os oprimem. ”

Muitas vezes nos sentimos tão distanciados de Deus que pensamos “será que ele está ouvindo nosso clamor?”. Talvez esse era o cenário dos filhos de Israel naquela época quando sofriam debaixo do jugo da escravidão. Em algumas vezes nos envolvemos em situações difíceis ou problemáticas e isso nos leva a pensar que o Senhor não está mais nos ouvindo.

Como havia passado um bom tempo e essa era a expectativa do Povo, talvez sem ter maior necessidade de clamar ao Senhor, porém debaixo de uma pressão tremenda de sofrimento eles começavam a clamar à Deus e não tendo a resposta imediata imaginavam que o Senhor Deus de Abraão, Isaque, Jacó e de José tinha esquecido da sua promessa.

Isso nunca aconteceu, pois apenas não era chegado o momento do Senhor todo poderoso agir.

Em todo tempo que Moisés estava em midiã, Deus ouvia o clamor do povo pelo sofrimento que era causado através de Faraó, mas o tempo para a intervenção divina ainda não tinha se cumprido. Possivelmente o líder Moisés ainda não estaria preparado para o início da grande missão, porém quando o momento chegou o Senhor trouxe o seu servo até o monte Horebe junto à uma sarça diz o texto sagrado que queimava e não se consumia.

Deus tem um tempo próprio para tudo e não é igual ao nosso. O profeta Isaías vai dizer isso vamos anos mais tarde quando afirma “Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o Senhor.”

O tempo do Senhor havia chegado com Moisés e agora iria começar uma extraordinária obra, chegou também com Sansão, chegou com Davi enfrentando Golias, chegou com Esdras e Neemias no templo da Restauração e não podemos esquecer que também chegou com Cristo, mas para que isso acontecesse o clamor do Povo de Deus em todos esses tempos teve que subir aos céus.

Aquilo que almejamos e talvez já esteja para acontecer precisa continuar sendo colocada em oração. Para que todas aquelas bênçãos e promessas se concretizassem teve que subir aos céus o clamor do Povo.

Será que diante de tanta violência, fome, imoralidade e paganismo o nosso clamor tem subindo aos céus? Será que o Senhor tem ouvido as nossas orações para que o seu tempo também chegue em nossas vidas?

Que nesse instante possamos também elevar à Deus nossa suplica e dizer “Senhor faz me sentir os problemas do Mundo e ajuda-me a sofrer com eles e orar para que no tempo devido tua promessa venha cumprir-se”.

Deus nos abençoe.

Amém

 

Em Cristo Jesus e porque Ele vive!
Pr. Antônio José Azevedo Pereira