Texto Base: Salmos 104.23

Diz assim o texto sagrado: “Então sai o homem à sua obra e ao seu trabalho, até à tarde.”

É interessante notar como o Salmista compara todo esse panorama grandioso da Criação Divina com algo tão simples e corriqueiro que é a atividade do ser humano em sua vida cotidiana. Na descrição que fazia sobre a criação através da inspiração recebida por Deus ele teria a missão de relatar não só as coisas grandiosas, mas também eram compostas pelas pequenas que complementavam toda a essa construção, como o trabalho do homem e até os pequenos afazeres da vida diária.

O que devemos retirar de tudo isto é que cada ser, objeto, evento ou momento da natureza criada por Deus tem a sua importância e a razão de ser, todas essas coisas por mais simples que sejam tem uma razão específica para terem sido criadas pelo Pai. Os movimentos de defesa do meio ambiente por exemplo, tem nos demonstrado como o extermínio de uma espécie tem a ver com o desequilíbrio ecológico que acaba atingindo todo o ambiente levando a degradação.

Nesse texto Deus valorizou as coisas pequenas na sua criação, como o salmista em toda a grandeza da criação que admirava, percebeu o homem na sua fragilidade saindo para exercer a sua tarefa diária. Cada um de nós tem uma missão a cumprir no mundo, se é maior ou menor não importa, se ela é o desafio que está diante de nós então temos que nos dedicar, pois esta é a participação que nos compete no plano maior do Senhor.

Como crentes em Cristo estamos saindo para a nossa lida com boa vontade, discernimento e capacidade de forma a tornar-nos dignos componentes dessa grande criação que o Senhor construiu. Que Deus nos dê graça para cumprirmos as tarefas diárias que cabe a cada um de nós, sabendo que assim estamos honrando a sua vontade.

 

Em Cristo Jesus e porque Ele vive!
Pr. Antonio José Azevedo Pereira