“Tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como para o Senhor e não para homens, cientes de que recebereis do Senhor a recompensa da herança. A Cristo, o Senhor, é que estais servindo.”  (Cl 3.24)

No contexto do Império romano, percebia-se que alguns escravos estavam  descontentes com sua condição de servir a seus senhores, deixando de prestar seu serviço de forma fiel.

A proposta de Paulo é que continuassem servindo a seus senhores, como se fosse a serviço de Cristo. Nesse texto há um grande incentivo, do apóstolo, para que os escravos dessem um bom testemunho para seus senhores.

Diante da realidade acima é importante realizarmos algumas perguntas:

A Quem você serviu nesse ano de 2017? Que tipo de serviço foi executado? Como tem recebido as criticas sobre o seu trabalho?

A primeira pergunta fala da percepção de nossa liderança durante o ano. Quer seja ao pastor, ao líder no trabalho ou aos nossos clientes, no caso de empresários, ou até mesmo no caso de funcionários públicos.

Qualquer que fosse a pessoa a quem estivéssemos servindo, o entendimento é o de que deveríamos realizar de todo coração, como se estivesse fazendo, prioritariamente, a Deus e não as pessoas somente. Portanto, realizar um trabalho de todo coração nos remete a um serviço de qualidade para não realizamos de qualquer jeito, ou seja, negligentemente.

Neste sentido, o controle de qualidade desse trabalho vai desde a nossa autocrítica (consciência), críticas de pessoas que nos rodeiam, sendo ainda o nosso serviço avaliado pelo próprio Deus. Por isto, essas as críticas são verdadeiros aliados para crescermos e melhorar nossa liderança.

Com isto, vamos retribuir com gratidão ao Senhor tudo que Ele tem feito por nós pecadores. Percebe-se que, através do serviço de qualidade aqui na terra, evidencia-se em nossas vidas uma prova viva de que Cristo está vivo através de nossa existência.

Não esqueçam quando se ajuda, ao líder no trabalho, ao Pastor na igreja ou a um irmão, conseguimos com isso agradar o coração de Deus. Quando você lidera, canta, evangeliza, ou faz qualquer ação de serviço, você está nesta   oportunidade servindo ao Senhor e ao corpo de Cristo.

Assim meus amados, sirvamos com fidelidade e amor no ano 2018, sabendo que a graça do Senhor estabelecerá a nossa recompensa, Porque só Deus sabe retribuir justamente aqueles que o servem.

Servir a Deus implica em fazermos algum sacrifício. Sem algum sacrifício é impossível sermos bem sucedidos em servir aos propósitos do Senhor.
Que Deus abençoe a todos nós e que sejamos capazes de servi-lo com todo o nosso coração. FELIZ ANO NOVO!

 

Antônio Sérgio Costa Lima – Pastor Auxiliar da IEADT e Coordenador do Ministério da FAMÍLIA.