Texto Base: Apocalipse 21:4

A palavra de Deus nos diz o seguinte: “E eis que Boaz veio de Belém, e disse aos segadores: O Senhor seja convosco. E disseram-lhe eles: O Senhor te abençoe. ”

Sempre que examinamos um procedimento referido na bíblia temos que nos reportar ao contexto histórico e cultural para entendermos devidamente. Todo este texto bíblico que lemos é pleno de ensinamentos. Como Noemi estava desamparada porque havia perdido o marido e os filhos, ela teria que voltar para sua terra em busca de propriedades daqueles que eram de sua família onde provavelmente seria melhor recebida.

Os segadores eram os trabalhadores da jornada naquele dia e a bíblia os chama de jornaleiros. Eles se apresentavam no tempo da colheita aos donos das terras para encontrar serviço. Dentre esses estavam os pobres, humildes e os miseráveis que pela própria lei de Moisés poderiam juntar-se aqueles trabalhadores para colher do que estava sobejando. Foi entre esses que Rute se apresentou.

Talvez por Noemi já ser de idade avançada ela não poderia exercer aquele tipo de trabalho, mas Rute trabalhou naquele ambiente tão humilde e desenvolveu aquele trabalho tão árduo.

Nessa reflexão de hoje destacamos a saudação que lemos em Rute capitulo 2 e versículo 4, pois vemos nessa passagem a reverência que aquele povo tinha pelo o Senhor Deus. O proprietário da terra saúda seus trabalhadores e esses respondem, vejam que ambas as partes demonstram nas suas saudações um apreço e respeito para com o Deus de Israel.

Boaz chega e diz a todos que estavam colhendo no campo “o Senhor seja convosco” e os trabalhadores respondem “o Senhor te abençoe”.

As expressões que usamos hoje para saudar são muito diferentes daquela época. Usamos por exemplo: Oi, bom dia, como vai, até mais, tchau, bye bye. Algumas pessoas preferem nem falar mais e só utilizar sinais para se cumprimentarem. A maioria dessas saudações não possuem um sentido especial e não expressam absolutamente nada. Por isso que em determinadas ocasiões vale a pena manifestarmos um interesse maior e dizermos como por exemplo: Deus te abençoe, o Senhor é contigo, vai nessa tua força.

Essas são saudações maravilhosas de ouvirmos.

Devemos evitar expressões estereotipadas como fazem muitos de alguns grupos religiosos que acabam sendo também destituídos do menor valor espiritual. Fica uma pergunta para nossa reflexão.

Será que não é tempo de voltarmos aos velhos hábitos do passado bíblico?

Que possamos evidenciar em nossas vidas a presença salvadora e confiante de Jesus o filho de Deus a fim de que todos venham conhecer essa tão doce saudação.

Que Deus nos abençoe.

Amém

 

Em Cristo Jesus e porque Ele vive!
Pr. Antônio José Azevedo Pereira