Texto Base: João 15.12

O texto sagrado nos diz: “O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei.”

Cristo nos ordena a exercer algo complicado, quando ele diz que devemos amar uns aos outros na mesma dimensão com que Ele nos amou, isso se torna impossível diante das nossas limitações humanas.

Talvez em atos extremos ou isolados tenhamos provas positivas de um amor assim, exemplo disso é quando o pai morre pelos filhos, amigo por amigos ou irmão por irmão, mas além de serem fatos isolados e extremos são poucos e raros.

Foi isto que Jesus fez por nós, morreu em uma cruz para nos dar uma nova vida de forma que podemos sentir o conforto de sua presença em nosso viver, sua ajuda na dificuldade e seu consolo na enfermidade.

Diante dessa grande prova de amor como isso nos influência nos dias de hoje?

Cristo é o nosso maior exemplo de amor, por isso temos que olhar para nossos irmãos com a mesma sensibilidade que o Senhor.

Entendendo as mudanças que a vida em sociedade hoje nos permitiram alcançar, não precisamos mais de provas de amor tão impressionantes como aquela de dar a sua vida pelo amigo, no entanto há muitas outras formas de demostrarmos o nosso amor seguindo outros exemplos de Cristo.

Jesus entendia o intempestivo Apóstolo Pedro, ele compreendia o desconfiado Tomé, ele conviveu com o traidor Judas e tudo isso são provas comuns e diárias do amor com que ele tratava os seus seguidores, embora consciente de suas fraquezas e limitações.

E nós temos sido pacientes com nossos amigos? Entendemos suas ações e desculpamos as suas falhas? Andamos mais uma milha como Jesus recomendou?

Jesus nos estimula quando nos recomenda: “O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei.”

Que Deus nos abençoe.

Amém

 

Em Cristo Jesus e porque Ele vive!
Pr. Antônio José Azevedo Pereira