Texto Base: Salmos 104.7

Diz assim o texto sagrado: “À tua repreensão fugiram; à voz do teu trovão se apressaram.”

A linguagem desse Salmo é também uma linguagem figurada, além de poética ela transmite a compreensão que o salmista teria da maneira como a terra foi constituída. Parece que estamos diante da terra sem forma e vazia antes que o Senhor começasse a impor à sua ordem e organização.

Essa repreensão do Senhor que começa a separar terra seca da água é a voz de Deus fazendo-se ouvir em cada um dos dias da Criação dando ordem, integração e continuidade aos elementos e componentes dessa grande obra criação que idealizava. Essas palavras “à tua repreensão fugiram”, esse fugir nesse texto nos mostra algo especial, fugir dessa ordem do versículo é simplesmente retirar-se das águas das regiões altas em que se encontravam indo depositar-se nas terras baixas, formando os oceanos e os lagos que hoje conhecemos e que segundo Gênesis ocorreu no terceiro dia da criação.

Nós os crentes de hoje podemos ouvir a voz de Deus e receber sua repreensão para o nosso viver, quando não andamos como devemos. Podemos compreender a sua vontade para os nossos passos desde que sejamos receptivos a ela e estejamos vivendo em comunhão com seu Santo Espírito, dessa forma Ele poderemos desfrutar dos seus cuidados de diversas maneiras.

Com essa reflexão surgem algumas perguntas, estaremos sendo tão ágeis em responder à sua ordem? Estamos sendo rápidos em atender à sua vontade? Ou em vez de irmos prontamente ao encontro dela nos esquecemos e nos acomodamos?

O Senhor espera de seus discípulos prontidão para atender à sua voz. Que possamos ir ao encontro dela assim como as águas fizeram na Criação e que os nossos ouvidos possam estar sempre atentos a ordem do Senhor.

 

Em Cristo Jesus e porque Ele vive!
Pr. Antonio José Azevedo Pereira