Texto Base: Êxodo 33.20

Hoje vamos meditar em um texto muito especial que nos diz assim: “E disse mais: Não poderás ver a minha face, porquanto homem nenhum verá a minha face, e viverá.”

Voltamos ao livro de Êxodo e sempre que retornamos nos deparamos com o deserto e a jornada que foi o início para o aprendizado do povo escolhido por Deus. A primeira lição que o Senhor queria passar para seu povo era “o foco de sua Revelação com os homens” e em segundo lugar “o reflexo e testemunho de sua presença para todos os seres viventes”.

Essa jornada teve tantos aspectos importantes que se revestiu de métodos pedagógicos e didáticos para o povo de Israel. Cada ação, ensinamento e lição que vinha de Deus possuíam objetivos imediatos de aplicação e outros de preparo para o futuro, ou seja, nem tudo se explicava no momento presente, mas, eram eventos e fatos que deveriam acompanhar o povo como uma indagação permanente para que mais tarde realmente se delinear-se de forma clara o propósito do Eterno.

O maná foi uma lição imediata em que o povo aprendeu sobre a providência de Deus. O Tabernáculo foi uma lição para o futuro, eles devem ter visto muitos anos mais tarde em Jerusalém a concretização do que a tenda da congregação no deserto anunciara para eles. A vitória de Josué sobre os Amalequitas foi prontamente entendida, a multidão sentiu que o Senhor ajudava os seus e o fato de que para isso Moisés teve ajuda de Arão e Ur no monte em oração só após muito tempo isso também seria compreendido pelo povo.

Assim também a presença de Deus será acessível aos nossos corações, notada em nosso interior e será fundamental para nos dar forças no dia a dia, mas em todos esses momentos não veremos pelos olhos naturais, nem Moisés com quem o Senhor falou Face a Face pode contemplar seu rosto.

Esse é o mistério maior da revelação de Deus que ficou para eternidade. Tudo mais foi sendo revelado aos nossos olhos com os profetas, com Cristo e com os apóstolos, mas a revelação maior e melhor nos está reservada para o dia em que veremos a Sua face e toda Sua glória.

Que Deus nos abençoe para que possamos persistir nessa caminhada e muito em breve nos encontrarmos com o Criador no céu de luz.

Em Cristo Jesus e porque Ele vive!
Pr. Antonio José Azevedo Pereira