Texto Base: Hebreus 3:6

O evangelho do Senhor nos diz: “Mas Cristo, como Filho, sobre a sua própria casa; a qual casa somos nós, se tão somente conservarmos firmes a confiança e a glória da esperança até ao fim.”

Que casa de Deus somos nós?

É a pergunta que deve estar presente em toda nossa trajetória de vida.

O raciocínio que o escritor da carta aos hebreus nos traz é que, se uma casa é sempre edificada por alguém e se Deus edificou todas as coisas, a casa espiritual que podemos ter ou ser haverá de ter sido edificada por quem?

O objetivo do Senhor é conduzir-nos a busca pela edificação de uma casa espiritual em nós, pois aquele que deve ser o único construtor dela, tem prazer em vê-la edificada.

A casa que Moisés construiu e que deu origem a nação de Israel ainda que sobre a orientação Divina, é menor e menos importante que a casa espiritual que o filho de Deus construiu para a salvação dos homens, esta casa espiritual presente em todo o que crer nele como Senhor e Salvador é a edificação imaterial e eterna a qual devemos dedicar toda a confiança e esperança.

Que casa de Deus somos nós?

Temos vidas integras e separadas do pecado que resplandece diante do mundo como casas limpas, bem pintadas e iluminadas? Vidas direcionadas a sua causa para que brilhe diante do mundo como casas onde o bem é vivido e o amor exercido em sua integridade?

Como crentes em Jesus que façamos do nosso corpo físico a melhor habilitação para casa espiritual que Jesus Cristo construiu em nós quando fez morada em nosso coração.

Que nossa oração hoje possa ser “faz-me Senhor construir espiritualmente em meu ser uma casa que honre e dignifique a tua habitação e morada em meu coração. ”

Que Deus nos abençoe

Amém

 

Em Cristo Jesus e porque Ele vive!
Pr. Antônio José Azevedo Pereira