Texto Base: Ageu 2:10

A palavra de Deus nos diz o seguinte: “Ao vigésimo quarto dia do mês nono, no segundo ano de Dario, veio a palavra do Senhor por intermédio do profeta Ageu, dizendo:”

Nesse pequeno texto vamos destacar a frase “veio a palavra do Senhor”. Esta frase é o que nos inspira para essa reflexão. A palavra profética é necessária para o povo de Deus porque ela no contexto do profeta Ageu não se ouvirá durante quase 20 anos e o povo ficou sem orientação, sem desafios e sem proposta para sua vida.

Foi necessário que Ageu surgisse e através do seu ministério houvesse um convite à reflexão, ao chamado, a missão e a total dependência de Deus.

No tempo dos juízes isso também já tinha acontecido, pois não havia quem definisse os rumos e cada um fazia o que bem lhe parecia aos olhos. Por causa disso o povo passou cerca de três séculos sofrendo com os altos e baixos sobre o jugo dos midianitas, amalequitas e filisteus. Até que surge Samuel com aquela palavra de começa a levar o povo a união nacional que se concretizaria mais tarde com o Rei Davi.

No outro período chamado Inter bíblico que os leitores da Bíblia conhecem muito bem durante cerca de 400 anos isso volta a acontecer, por esta causa a história do Povo de Deus nesse período é praticamente esquecida e quase não há registro dela. Foi preciso que João Batista chegasse novamente com a palavra do Senhor para trazer a presença de volta ao povo, presença essa que se corporificaria em Cristo o filho de Deus.

Carecemos dessa que vinda de Deus pela interveniência do Espírito Santo chega à nossa vida através dos púlpitos de nossas igrejas quando nossos pastores nos conclamam a refletir, nos conduzem aos desafios, nos consolam diante da tristeza, nos advertem do pecado e nos alertam para os perigos do mundanismo da modernidade sem medidas.

Será que estamos escutando essa voz profética em nossa igreja? Será que os pastores estão recebendo a palavra do Senhor para transmiti-la ao rebanho de Cristo?

Que possamos refletir sobre isso e saber que não é um privilégio só dos pastores e líderes, é um privilégio de todo o filho de Deus. Que possamos ouvir a doce e meiga voz do Senhor conduzindo nossos passos em segurança.

Que Deus nos abençoe.

Amém

 

Em Cristo Jesus e porque Ele vive!
Pr. Antônio José Azevedo Pereira