Texto Base: Êxodo 32.32

Queremos hoje tomar um texto bíblico muito especial para falar sobre liderança. Tomamos como figura para esta mensagem Moisés, um grande líder, o grande homem de Deus.

Nos diz o texto sagrado: “Agora, pois, perdoa o seu pecado; se não, risca-me, peço-te, do teu livro, que tens escrito.”

Este é sem dúvida um dos momentos mais dramáticos e belos da palavra de Deus. O grande líder que se voltou para atender a vontade do pai que deixou tudo e enfrentou todos os perigos para cumprir os desígnios do Senhor agora abre mão de sua redenção em prol do povo que conduzia e formava. Moisés o grande homem de Deus que muitas vezes havia se aborrecido com o povo de Israel. Ele já havia percebido seus desvios e falhas. Já falara com o Senhor sobre a dura cerviz daquele povo. No entanto Moisés sobretudo amava o povo e foi esse amor que eu fez intervir na luta em que seus irmãos de raça eram maltratados. Foi este amor que o fez deixar de Midian com sua família e retornar ao Egito. Foi esse amor que o fez colocar em uma oração simples e pequena todo testemunho de sua devoção no ato de supremo desprendimento quando ele disse “Deus se vai destruir esse povo risca risca-me do teu livro.

Vivemos dias em que líderes procuram se aproveitar de seus grupos de liderados, querem ser os principais beneficiados, receber as principais mordomias, ter o tratamento mais diferenciado e privilegiado. Não foi assim com Moisés. Diante da disposição manifesta do Senhor de castigar o povo por causa do pecado cometido, Moisés agora coloca sobre a mesa, não apenas o seu cargo, mas até mesmo a sua própria vida. e a que livro estaria um deles se referindo quando diz “risca-me do teu livro.” Talvez seja uma pergunta que poderia saltar neste momento. Na verdade não sabemos! Cremos que Moisés está apenas se referindo ao plano de Deus para as nossas vidas, por uma espécie de painel divino onde tudo está registrado e escrito pelo mistério da presciência de um Deus que tudo sabe e tudo dirige.

A nós que hoje dirigimos e conduzirmos o rebanho do Senhor, grupos de pessoas, ou até mesmo você que trabalha na empresa, na indústria é para você que fica essa pergunta. Temos para com os nossos companheiros de jornada o mesmo desprendimento de Moisés?

Que o Senhor possa nos ajudar a conviver com os nossos colegas, amigos de trabalho, no colégio, na igreja com desprendimento e boa vontade, semeando amor, compreensão, paz, entendimento, unidade e assim virá sucesso e prosperidade.

Que Deus abençoe a liderança da Sua casa, que Deus abençoe os líderes da nossa nação para que sejam líderes desprendidos e movidos pelo amor de Deus

Em Cristo Jesus e porque Ele vive!
Pr. Antonio José Azevedo Pereira