Texto Base: 1 Pedro 1:18,19

A palavra de Deus nos diz o seguinte: “Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que por tradição recebestes dos vossos pais, mas com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado. ”

Falando em preço que foi pago alguns devem lembrar daquela inflação fora de controle que consumia a economia do nosso país. Não tínhamos uma exata medida do preço que estávamos pagando pelos bens ou serviços que adquiríamos, pois os zeros se acumulavam com as correções que se faziam e os salários e produtos se acresciam ao final de cada mês. Tínhamos olhos apenas para o valor absoluto das coisas e procurávamos comprar o mais rápido possível, pois no mês seguinte já estaria muito mais caras.

Hoje, as coisas mudaram muito e com a economia nacional “relativamente estabilizada”, temos uma noção de preço, pois até compramos em nível internacional e sabemos quanto custa um carro, preço da passagem de ônibus, preço do cafezinho e quanto pagaremos pelo mesmo serviço em outros países.

O apóstolo Pedro chama nossa atenção para nos distinguirmos o valor que damos as coisas adquiridas. Isso acontece quando examinamos seu custo, sua qualidade, benefício e sua durabilidade. O cuidado que devemos dedicar ao preço que foi pago por nossa salvação é de inigualável valor. Foi o sangue derramado na cruz do calvário que possibilitou o alcance da nova vida que hoje termos e a vida eterna que me aguarda no porvir.

Será que temos dado valor a este alto preço que foi pago por Cristo?

Se você ainda não sabe qual o valor que tens, então deixa Cristo habitar em sua vida e te mostrar o quão precioso és.

“Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que por tradição recebestes dos vossos pais, mas com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado. ”

Que possamos agradecer ao Senhor reconhecendo o valor da salvação que alcançamos por esse preço inigualável da morte de Cristo.

Que Deus no abençoe.

Amém

 

Em Cristo Jesus e porque Ele vive!
Pr. Antônio José Azevedo Pereira