Texto Base: Lucas 13:33

A palavra de Deus nos diz o seguinte: “Importa, porĂ©m, caminhar hoje, amanhĂŁ, e no dia seguinte, para que nĂŁo suceda que morra um profeta fora de JerusalĂ©m. ”

Esse texto bĂ­blico fala de uma jornada gloriosa.

Para alguns comentaristas da palavra de Cristo esse texto contém aparentemente uma ironia, ou seja, o Senhor afirma que o profeta deveria ser morto em Jerusalém a cidade que por ser sede do templo e da religiosidade Judaica, deveria preservar os profetas e não matå-los.

Segundo a passagem bíblica o Mestre estava em Bereia, Jesus simplesmente antecipou o que precisava e caminhou apressadamente, pois sabia o que lhe esperava na cidade santa. Acho muito belo o encerramento da afirmativa de Jesus, pois o Mestre se propÔe à uma jornada gloriosa mesmo sabendo o que lhe aguardava em Jerusalém.

Este importa caminhar hoje, amanhĂŁ e no dia seguinte revela a perfeita consciĂȘncia de missĂŁo de um desiderato, ou seja, de um destino a cumprir por parte de um homem que tem uma obra especial para realizar, no caso aqui o Senhor Jesus.

No Evangelho de Lucas essa consciĂȘncia de destino Ă  que Jesus pretende chegar, se expressa claramente em pelo menos oito momentos onde a narrativa bĂ­blica, embora tratando de assuntos diversos começa sempre assim: estando Jesus, indo para JerusalĂ©m, subindo para JerusalĂ©m ou caminhando para JerusalĂ©m.

Isso deixa nítido que praticamente a partir da metade de seu ministério terreno o Senhor Jesus jå começou a caminhar em direção a cruz do Calvårio.

SerĂĄ que diante dos desafios que temos em nossa vida pessoal estamos caminhando em busca dele com a mesma persistĂȘncia demonstrada por Jesus?

Este caminhar hoje, amanhĂŁ e no dia seguinte como diz o texto Ă© uma advertĂȘncia que Jesus nos envia e eu creio que cabe mais uma pergunta.

SerĂĄ que somos perseverantes em buscar aquilo que o Senhor deseja para nossas vidas?

Encerramos com essa pergunta para que possamos refletir sobre essa jornada gloriosa.

Que Deus nos abençoe.

Amém

 

Em Cristo Jesus e porque Ele vive!
Pr. AntÎnio José Azevedo Pereira