Texto Base: Lucas 5:5

A palavra de Deus nos diz o seguinte: “E, respondendo Simão, disse-lhe: Mestre, havendo trabalhado toda a noite, nada apanhamos; mas, sobre a tua palavra, lançarei a rede. ”

Se existe um fator imprescindível para avaliação de um líder é o poder de convencimento que suas palavras devem ter. Pessoas que pretendem ocupar cargo de liderança seja na empresa, associação, bairro ou na igreja e não possuem poder de persuasão em suas palavras, essas pessoas estão fadadas ao fracasso. Um dos líderes bastante conhecidos que me vem à mente agora se chama Savanarola lá na Renascença, voltamos muito no tempo, mas quando aquele servo de Deus pregava lá em Florença ou em Veneza contra os desvios da igreja ele inflamava as multidões.

Quem não lembra de outros líderes para não falarmos somente de um religioso, Hitler é um exemplo. Com aquela voz metálica como escutamos nos filmes antigos ele levou a Alemanha para guerrear contra o mundo. Getúlio Vargas nos anos 30 empolgava o país quando exclamava pelo rádio a chamada inicial do seu discurso que era “trabalhadores do Brasil”, e o povo já delirava em sua primeira frase.

Com Cristo não poderia ser diferente. Quando ele conversava, meditava, aconselhava e pregava sua palavra sempre encontrava eco e ressonância, pois tinha o dom de convencer e converter as pessoas ao redor, e isso pode ser verificado em vários episódios narrados na Bíblia Sagrada.

Pedro era um pescador experiente que depois de ter tentado pescar em mar alto a noite não conseguiu nada e agora não tentaria sair fora da hora convencional de pesca. Mas o mestre sugere que ele vá e novamente pesque, Pedro escutando a palavra de Cristo não recrimina sua atitude e obedece sua ordem.

Essa palavra é muito gloriosa e ao mesmo tempo desafiadora, porque está faltando em nossa vida cristã disposição. Cristo nos fala, nos estimula, nos orientar a ação e muitas vezes ficamos perguntando, esperando, recalcitrantes e apavorados. Pedro nos ensina a agir e diz “Mestre, havendo trabalhado toda a noite, nada apanhamos; mas, sobre a tua palavra, lançarei a rede”, ou seja, sobre a tua orientação Senhor eu aceitarei o ministério para o qual tu me chamou e para a obra que tu me desafiou.

A confiança que inspira é aquela que nós temos em Jesus. Que o Eterno possa nos inspirar e nos dá graça para escutarmos sua voz nos ordenando para a ação.

Que Deus nos abençoe.

Amém

 

Em Cristo Jesus e porque Ele vive!
Pr. Antônio José Azevedo Pereira