Texto Base: Êxodo 9.20.

Em nossa reflexão de hoje, uma palavra muito especial.

O texto bíblico nos diz assim: “Quem dos servos de Faraó temia a palavra do SENHOR, fez fugir os seus servos e o seu gado para as casas.”

Neste texto temos a narrativa de três das pragas que assolaram o Egito, todas elas, entremeadas pela palavra de Deus a Moisés, palavras estas que nos dão aparência de que o Senhor Deus estaria como que “perdendo a paciência” com o Faraó. Seis pragas já haviam assolado o Egito e aquele Faraó parecia não aprender, pois eram pragas que tinham como alvo bens tidos como normais na natureza como a água, insetos, animais, doenças e até as pessoas. Na gradação divina, a sétima praga iria atingir algo que para o homem do passado era visto como poder sobrenatural como raios e trovões, parece nos que Deus resolveu advertir com mais veemência ao Faraó com a praga da saraiva. Faraó no entanto não se comoveu, mesmo depois de cessada a praga pela intervenção que pediu a Moisés.

Para nós , nos dias atuais é interessante a reação por parte do povo egípcio (ver verso 20), estes já haviam aprendido e comprovado a veracidade das ameaças que Moisés anunciava e que logo após se realizavam. Este texto é um convite à nossa reflexão. Será que hoje tememos, acatamos, respeitamos e preservamos a palavra de Deus? Será que nós ainda temos o devido cuidado e obediência para com tudo que diz respeito a palavra de Deus?

Que a nossa oração seja de súplica ao Senhor pedindo para que Ele nos ajude a viver em consonância com Sua palavra de tal forma que o mundo possa ver em nossas vidas o reflexo da presença do Senhor todo poderoso e da Sua Palavra.

Em Cristo Jesus e porque Ele vive!
Pr. Antonio José Azevedo Pereira