Texto Base: Lucas 24:48,49

A palavra de Deus nos diz o seguinte: “E destas coisas sois vós testemunhas. E eis que sobre vós envio a promessa de meu Pai; ficai, porém, na cidade de Jerusalém, até que do alto sejais revestidos de poder. ”

As palavras de Cristo nesse texto nos trazem o encerramento de um grande desafio. Somos agora testemunhas daquilo que aconteceu e o texto é claro quando diz “vós sois testemunhas destas coisas”, e não pensemos que o desafio serviu apenas para os discípulos que assistiram uma das manifestações visíveis do Senhor Jesus após a ressurreição, pois essas palavras atravessaram os séculos e chegaram aos nossos dias.

Na continuidade desse texto bíblico podemos observar uma promessa que dele decorreu o texto diz “E destas coisas sois vós testemunhas. E eis que sobre vós envio a promessa de meu Pai; ” então observamos pouco depois o envio do Espírito Santo sobre à igreja e isso se estende até os dias de hoje. Além de desafiados por esta palavra para sermos testemunhas de Jesus nós temos também a presença do Santo Espírito que nos equipa e prepara para a vitória diante dos Desafios.

Por mais envolvidos que estivessem na obra do evangelho naqueles tempos, aqueles discípulos ainda não percebiam a extensão do que eles estavam falando sobre o Senhor Jesus. Se eles não testemunhassem com eficácia sobre aquilo que Cristo havia ensinado em pouco tempo as boas novas do Evangelho cairiam no esquecimento. Um ou outro dos beneficiados por seus milagres ainda lembraria, mas com o passar do tempo o nome de Cristo seria esquecido e o poder da sua mensagem teria sido perdido.

Gamaliel fala exatamente sobre isso quando no julgamento de Pedro e João cita dois líderes anteriores que surgiram dentre o povo Judeu e que depois de mortos tiveram suas ideias completamente esquecidas. Isso aconteceu porque nem Teudas e nem Judas conforme o texto tinha o poder de Cristo. Jesus realmente transformou seus discípulos em Arautos do Evangelho, eles vão fincar suas estacas inicialmente em Jerusalém e pouco depois espalham por toda a Judeia, Samaria e até os confins da terra.

Será que nós estamos dando continuidade a esse Desafio?

Somos testemunhas de Jesus em nosso lar, no escritório, na fábrica, no trabalho e na vizinhança?

Se sua resposta é não, então comece agora mesmo a divulgar essa palavra maravilhosa e vive-la de forma intensa. Que o Senhor nos ajude a sermos verdadeiras testemunhas do seu amor.

Que Deus nos abençoe.

Amém

 

Em Cristo Jesus e porque Ele vive!
Pr. Antônio José Azevedo Pereira