Texto Base: Êxodo 33:4

A palavra de Deus nos diz o seguinte: “E, ouvindo o povo esta má notícia, pranteou-se e ninguém pôs sobre si os seus atavios. ”

Estamos diante de um fato terrível na história do povo de Israel, pois por causa dos pecados e falhas eles perdem a maior bênção e privilégio que tinham “a marca da presença do Senhor entre eles”.

A tristeza nesse episódio bíblico é tanta que o povo perde o prazer em se vestir de acordo com a presença do Pai, os atavios e adereços que simbolizavam a presença de Deus entre eles, foram deixados nas tendas. O povo chora, pois a Tenda da Revelação (símbolo maior da presença do Senhor), será montada fora do Arraial.

Aprendemos através desse texto que a experiência do povo de Israel também é a nossa, pois se falharmos ou vivermos em pecado, a presença de Deus nos deixará e ficaremos enfraquecidos diante das lutas e dificuldades desta vida.

Deus é puro e santo, ele não pode conviver ao lado do pecado e do mal e se desejamos sua presença junto a nós, devemos pautar nossos passos em consonância com a sua vontade.

Pelo pecado cometido segundo o texto lido, o povo de Israel perdeu esta bênção e privilégio e tinham que observar a glória de Deus ao longe.

Como estamos vendo a glória de Deus?

  1. Ao nosso lado, por nossa conduta santa.
  2. Por nossos pecados e falhas ficamos esperando migalhas dessa glória.

Que possamos abrir nossos corações diante do Senhor, e não abramos mão da sua presença em nossa caminhada.

Quando o Senhor disse que não iria mais com eles e enviaria um anjo, Moisés disse: “Senhor não nos faça subir daqui”, o que Moisés estava dizendo era, Deus nós reconhecemos que a tua presença é mais importante do que a mesma bênção.

Nunca esqueça que a benção sem o abençoador não é nada, a presença de Jesus em nossas vidas é essencial para entendermos o propósito da nossa trajetória.

Que Deus nos abençoe.

Amém

 

Em Cristo Jesus e porque Ele vive!
Pr. Antônio José Azevedo Pereira