Texto Base: Lucas 22:69

A palavra de Deus nos diz o seguinte: “Desde agora o Filho do homem se assentará à direita do poder de Deus. ”

Aqueles homens que prenderam Jesus não tinham ideia do quanto estavam próximos da realidade daquilo que o Senhor lhes acabava de afirmar nesse texto sagrado. “Desde agora o Filho do homem se assentará à direita do poder de Deus.” Eles não tinham ideia do que aquilo representava.

Observamos na Bíblia que três dias após a morte, Jesus ressuscitaria. Depois de 40 dias Jesus subiria para ficar ao lado do Pai assistindo o desenrolar da revelação divina aos homens até o dia em que no tempo de Deus o fim haveria de chegar efetivamente.

No fim do texto a parte da humanidade que não tiver optado pelos caminhos do Senhor e pela salvação que o filho trouxe, terá os seus dias terrenos encerrados com castigo eterno que está preparado diz a bíblia, mas para à outra parte da humanidade infelizmente em menor número não haverá fim, mas princípio de uma nova vida completa e perfeita.

O que Cristo estava dizendo para aqueles Homens é que não adiantaria argumentar no sentido de inocentar-se, pois no coração de todos ele já estava condenado e a morte na cruz era questão de poucas horas. Daí a conclusão de Jesus tão clara e objetiva, embora ainda em carne humana o Senhor já previa sua morte e o cumprimento final de sua missão.

Que coragem e resistência de Jesus mesmo sabendo o seu destino ele não temeu, pois tinha certeza que era o plano do Pai para a humanidade.

Será que diante de desafios muito menores que temos em nossa vida cristã mostramos a mesma coragem e tranquilidade?

Senhor, nos faça agir com destemor diante dos problemas que porventura possamos enfrentar. Gere em nosso coração a certeza que tu sempre estará conosco. Esta é uma visão antecipada da nossa vitória.

Que Deus nos abençoe.

Amém

 

Em Cristo Jesus e porque Ele vive!
Pr. Antônio José Azevedo Pereira