Deus me chamou para servi-lo em Moçambique no ano de 1990, no Templo Central (Teresa Cristina), por ocasião da apresentação de uma equipe do projeto SOS ÁFRICA que através de slides e palestras expuseram a situação de Moçambique, na ocasião em plena guerra civil. Deus me deu um batismo de compaixão por essa nação e eu chorei muito sentindo o clamor do Espírito por esse povo. Dali em diante Deus passou a confirmar poderosamente esse chamamento de várias formas e meios.

TREINAMENTOS

A partir da convicção do chamado, entendi que se fazia necessário preparar-me para o campo transcultural.

TREINAMENTOS que já fiz e que continuo a fazer:

Atualmente: Estou no 2º ano do Curso de Ciências da Educação pela Universidade Politécnica em  Maputo.

2015: Curso de Educadores da Primeira Infância, Saúde e Política de Proteção às Crianças – JOCUM; Portland, Oregon – EUA.

2012: Curso de Fundamentos em Educação pela Universidade das Nações JOCUM – Maputo.

2004: Curso de Gestão Escolar – SESC Programa de Formação Continuada de Educadores; Curso de Educação Pré-Primária e Gestão da Sala de Aula, SESC Fortaleza, Programa de Formação Continuada de Educadores; Curso de Ludicidade e Educação na Prática Pré-Escolar, SESC Fortaleza.

1999: PRCS – Princípios de Redenção Cultural –  JOCUM, Midrand, Àfrica do Sul.

1996: Curso de Etno-Educação, Universidade das Nações – , JOCUM Porto Velho,Brasil

1995: Curso de Linguística Aplicada, Universidade das Nações, JOCUM Porto Velho, Brasil.

1994: Curso de Antropologia Cultural e Escola de Treinamento Transcultural; Jocum Porto Velho.

1991-1993: Curso de Teologia Aplicada, Seminário Teológico Pentecostal do Ceará, Brasil

1990: Escola de Treinamento e Discipulado (ETeD), JOCUM, Belém-Pará

Experiências no Campo Missionário:

1994 – Projeto de elaboração de uma cartilha de alfabetização na língua indígena  Jarawara.

1996: Directora e professora do Curso Transcultural em JOCUM – Porto Velho,Rondônia

1997: Professora do  Curso de treinamento e Missões transculturais na cidade de Benguela, em Angola, para obreiros nativos com ênfase na etnia umbundu.

1997 – Elaboração de uma cartilha de alfabetização experimental na língua Olukuando, falada pelo povo Mukuando, na região do Namibe, Sul de Angola, na localidade montanhosa conhecida como Omunda Yovambo (Montanha das Aldeias).

2001: Coordenação do Livro de Alfabetização em língua Yao em Lichinga-Moçambique.

2001: Lecionei durante 3 meses  no Seminário Teológico de Educação Cristão na cidade do Lubango, em Angola, num curso de missões transculturais para obreiros nativos e missionários estrangeiros.

2002-2003: Fui professora da Escola de Teologia das Assembléias de Deus em Lichinga.

2005: Fundação do Centro Educacional Caminho da Vida, Lichinga, Moçambique.

2006-2014: Diretora do CECAVI, Coordenadora do Programa Pré-Primário e professora no Centro Educacional Caminho da Vida.

2015: Elaboração do livro didático para as crianças da faixa etária pré-escolar e manual de apoio à classe da alfabetização.

 

PAÍSES ONDE TRABALHEI

Brasil

Angola

 

PAÍS ATUAL

Moçambique

 PROJETOS DESENVOLVIDOS e em DESENVOLVIMENTO

Junto ao meu esposo, o evangelista Bartolomeu Fernando Aíde, plantamos a Igreja Evangélica Caminho da Vida em Abril de 2015 no Bairro da Machava-Sede, cidade da Matola, província de Maputo. Juntos com a congregação da Matola Gare já somos cerca de 185 pessoas a congregar.

  1. Os projetos em curso são:

Encontros de discipulado, Cultos de ensino e de oração, Encontros de Jovens e de Crianças, Projeto de Reforço Escolar para as crianças da igreja que não leem nem escrevem (4º, 5º, 6º e 7º ano), Treinamento de professores para o ensino pré-escolar e apoio pedagógico às escolinhas de igrejas evangélicas da localidade. Atualmente estou dando apoio na abertura da Escola Mãos que Falam na comunidade de Kongolote, com ênfase na inclusão de crianças surdas, através do treinamento dos professores e apoio logístico e de equipagem da escola.

  1. Projetos para quando tivermos o terreno da igreja:

Construção da sede nacional da IECAVI onde teremos:

  1. a) A Igreja (um modelo simples, tipo um grande galpão aberto);
  2. b) A casa pastoral (igualmente simples e prática);
  3. c) O Centro Infantil Caminho da Vida onde teremos:
  • O parquinho;
  • A cozinha:
  • A biblioteca comunitária;
  • Três salas de aula (apenas pré-escola e reforço escolar):
  • d) Uma quadra para o projeto de desporto com os adolescentes e jovens da comunidade;
  • e) Uma horta comunitária;
  • f) Um posto de atendimento médico-preventivo à comunidade (para exames de malária, vacinação, palestras sobre prevenção de doenças tropicais, etc);
  • g) Uma área polivalente onde poderemos adaptar as seguintes atividades;
  • Curso de Formação de Obreiros: (CFO);
  • Curso de Formação de Professores da Pré-Escola (CFPP);
  • Retiros e Eventos.

Cremos que para Deus todas as coisas são possíveis!

Missionária Betânia e Bartolomeu.